Loucura da Cruz!

Loucura da Cruz!

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Padre belga admite pedofilia e pede fim de campanha por Nobel da Paz

              A Folha de São Paulo noticiou (link aqui) que o Padre François Houtart confessou ter abusado de uma criança de oito anos e pediu o fim de uma campanha para sua nomeação ao Prêmio Nobel da Paz devido à sua luta contra o impacto da globalização nos países em desenvolvimento. Pressionado pela família da vítima (hoje um adulto de 42 anos) ele confessou o crime e pediu o fim da campanha ao prêmio.

             Infelizmente mais uma notícia horrível das ações praticadas por sacerdotes católicos que tanto nos envergonham, ao menos o caso foi divulgado, porém, anos após  as atitudes do padre. Devido aos últimos escândalos envolvendo casos de abusos sexuais cometidos por padres,  o Vaticano modificou a norma para punição dos envolvidos nos crimes ( página da Santa Sé), além é claro das medidas penais cabíveis de cada Estado(País) em particular.

             Mas será que apenas padres se envolvem em escândalos de pedofilia e perversões sexuais? Recentemente, aqui em Alagoas, mais precisamente na cidade de União dos Palmares ocorreu uma festa que leiloaria a virgindade de uma criança de 12 anos. Presentes na festa estavam vereadores, empresários locais e até um juiz de direito. No último dia 22 um homem inglês de 66 anos foi preso na Tailândia por suspeita de pedofilia; hoje, dia 3 de janeiro, um homem de 42 anos foi preso por molestar uma vizinha de apenas 2 na cidade de Junqueiro, interior de Alagoas. Está mais do que provado que a perversão sexual da pedofilia ( segundo a Org Mundial de Saúde é um desvio sexual ) não é exclusivo dos padres, muito menos de religiosos ou celibatários; como mais exemplos temos: Pastor Evangélico é preso por pedofilia no Ceará; Pastor Evangélico suspeito de pedofilia é preso em favela do Rio e Pastor americano é condenado a 175 anos de prisão.

            Então: como surge este distúrbio? Durante muito tempo acreditou-se que abusados na infância se tornariam abusadores, mas a falta de pesquisas que comprovem tal afirmação tem levado os psicológos a desacreditarem disto. As causas ainda são desconhecidas, a ciência tem apostado em pesquisas com ressonância magnética, tais pesquisas têm demonstrado diferenças significativas na atividade cerebral dos pedófilos. O jornal Biological Psychiatry declarou que, pela primeira vez, foram encontradas provas concretas de diferenças na estrutura de pensamento dos pedófilos a partir de estudos realizados na Universidade de Yale, porém, estamos muito longe de entender a verdadeira origem do distúrbio que, na realidade seja multifatorial, somando-se então um conjunto de causas. (fonte: Wikipédia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário